domingo, 18 de abril de 2010

Erupção na Islândia não vai fazer a Terra esfriar ! (entenda)

Será ?

Quando a grande nuvem cinza do vulcão da Islândia apareceu no céu europeu, os cientistas se perguntaram se ela poderia trazer alívio para o aquecimento global. No passado, grandes erupções vulcânicas rebaixaram a temperatura média da Terra, mas a recente atividade vulcânica parece pequena para ter um efeito significativo sobre o clima.

O resfriamento se produz de maneira simples: o vulcão libera grande quantidade de cinzas e dióxido de enxofre, que são transportados para a estratosfera, camada acima da superfície. Lá, os fenômenos físico-químicos criam uma fina camada de partículas esbranquiçadas que, durante meses ou anos, circundam o planeta e refletem parte dos raios solares, impedindo que a radiação atinja o solo. “Basicamente, é como colocar um escudo refletor sobre o para-brisa do carro, impedindo que o interior se aqueça demais”, compara Colin Macpherson, da Universidade Durham.

A erupção do Eyjafjallajokull pode não ter produzido enxofre suficiente, e nuvem, expelida se desloca a uma altitude baixa demais para ter qualquer impacto climático. “A nuvem está, em média, a 6 mil metros, com picos de 11 mil metros. Além disso, essa é uma parte da atmosfera (a troposfera) onde há ventos potentes, que têm grande efeito dissipador”, explicou Emmanuel Bocrie, do serviço climático francês Méteo France.

A última vez em que um vulcão teve capacidade de alterar o clima global foi em 1991, quando o Monte Pinatubo entrou em erupção nas Filipinas, resfriando em 0,5 grau a temperatura média do planeta no ano seguinte. Outro episódio semelhante foi registrado em 1980, quando o Monte Santa Helena, no estado americano de Washington, teve seu topo pulverizado, um evento que, embora tenha sido impressionante, expeliu apenas um décimo do material liberado pelo Pinatubo.

Fonte: Correio Brasilienze

Nenhum comentário:

Postar um comentário